19 de agosto de 2012

O Veredito do Mensalão

João Fidélis de Campos Filho

O julgamento do mensalão tornou-se o espetáculo da mídia brasileira. Vários editoriais publicados em jornais, revistas e na internet tendem a realçar este momento histórico da política brasileira analisando os desdobramentos e as consequências do veredito condenatório ou a absolvição. 38 réus que participaram de um suposto esquema de compra e venda de apoio político, denunciados por exaustivas investigações da Polícia Federal, serão julgados pela maior entidade do poder judiciário, o Supremo Tribunal Federal. Nunca na história do país isto aconteceu, o que por si só constitui um grande avanço contra a impunidade dos crimes do colarinho branco. E o interesse despertado pela nação em relação ao julgamento demonstra um amadurecimento da população em relação a uma questão que causa revolta na opinião pública: a deterioração da imagem da classe política e o empobrecimento desta instituição.

Mas este julgamento nos induz a algumas reflexões que dizem respeito principalmente à aplicação da justiça em nosso país. No caso do mensalão os crimes aconteceram há sete anos e o julgamento está ocorrendo, para os padrões brasileiros, até com certa rapidez. Contudo há processos que duram até trinta anos para serem julgados e crimes que se prescrevem neste meio tempo. Há incontáveis vítimas que se desiludem com a morosidade e as penas leves aplicadas de acordo com nosso código de leis. O mensalão se destacou porque foi um crime institucional, que nasceu de um poder constituído e eleito pela população. Se não bastasse este fato a imprensa e a opinião pública exerceram uma forte pressão para que todo este escândalo não fosse abandonado em mais uma gaveta como muitos em nosso passado recente.Para refrescar a memória do leitor, já que são tantos os casos de corrupção neste país que muita gente até se confunde, a equipe que comandava a nação na época utilizando-se do poder desviou, segundo a apuração, o dinheiro público para fraudar projetos e corromper parlamentares valendo-se de um empresário (Marcos Valério), do tesoureiro do partido (Delúbio Soares) e um banco (Banco Rural).

O resultado do mensalão terá uma repercussão quase que plebiscitária sobre a credibilidade do judiciário uma vez que prevalece em muitos pareceres um critério quase que subjetivo na interpretação da legislação em vigor. Desta maneira os votos devem ser analisados com cuidado, pois é notadamente perceptível a grande expectativa criada por todos em relação ao resultado final deste julgamento. Se os réus forem todos absolvidos depois de tudo que emergiu deste trabalho de averiguação, levado a cabo pela Polícia Federal e o Ministério Público, certamente o impacto sobre o povo brasileiro será enorme e o Judiciário que geralmente se atém basicamente ao cumprimento da legislação também será avaliado.

Espera-se isenção , bom senso e uma visão lúcida dos nossos ministros do supremo porque é uma página muito importante de nossa história política que está sendo escrita. E o que for decidido fatalmente servirá como base para futuros julgamentos políticos. Dependendo do resultado a política brasileira sairá mais fortalecida como instituição.

João Fidélis de Campos Filho-Cirurgião-Dentista

jofideli@gmail.com 

Pesquise mais:
MENSALÃO



 
Postar um comentário